terça-feira, 11 de agosto de 2009

Teu Toque






Teu toque suave despertou o centro da minha paixão...
Teus pensamentos soltos perderam-se em meus olhos,
Vazios de esperanças, mas certos de compreensão...
Tuas mãos seguraram meu êxtase,
Eu bailei em teu coração...
Eu senti teu pulsar constante, tua dúvida, tua emoção...
Carente, abracei-te em busca de amor...
Tudo era lindo, mas o princípio da solidão...
Descobri em segundos
Como é doce a despedida e como não há freios nesta ilusão...
Ainda pairam sorrisos e beijos nas lembranças...
Adormeço e acordo num sonho sem rumo,
E, no mar distante ainda observo
Uma onda plena de esperança

3 comentários:

CARLA FABIANE... disse...

"Que à união de espíritos puros
Eu não aceite impedimentos.
Não é amor o amor que muda quando mudanças encontra,
Ou se curva a quem quer extingui-lo.

Oh não! O amor é um marco eterno
Que inabalável enfrenta as tormentas,
É a estrela de todo barco errante.
De brilho certo, mas valor inestimável.

O amor não é joguete do tempo,
Embora ao envelhecer os lábios nos entorte.
O amor não muda conforme o dia e a hora,
Mas chega inalterado até o fim dos tempos.

Se me provarem que isto está errado, então
Nunca escrevi nem ninguém jamais amou."

(WILLIAM SHAKESPEARE)

dade amorim disse...

Lindo blog, Isa! Obrigada por sua visita e obrigada pelo selo. Um grande beijo pra você.

εïз εïз Doce Essencia εïз εïз disse...

Doce Isa

Lindo msm este poema,e aquela calmaria e romance que paira no ar e que vc transmite...

Doces Beijos

Doce Essencia